Chile, um exemplo a ser seguido (Eduardo Chiaratti)

Notícias dos Cães de Rua das Cidades do Chile.
Um exemplo a ser seguido.

Por Eduardo Chiaratti


Estou aqui em Santiago de Chile, e de início me assustei com a quantidade de cães abandonados pelas ruas. Devem ser milhares. Eu vi quase uns cem em menos de uma semana. Na hora eu pensei: que furada! Justo eu que ando com ração e agua no carro para dar para os animais abandonados nas ruas de minha cidade vim parar num lugar como esse? Mas depois do susto inicial, foi um prazer ver como os cães de rua são bem tratados aqui, e muito gordos. Eles não são famintos como os que costumamos ver no Brasil. Cheguei a conclusão que nosso país é que é uma verdadeira desgraça. Da vergonha de ser brasileiro nessas horas.

Aqui no Chile, Leis severas impedem os maus tratos. Há cães por todos os lados. Hoje cheguei a dar um grito com um que estava atravessando uma rua movimentada com muitos carros correndo. Alguns cães são bem inteligentes e só atravessam a rua quando abre o sinal para pedestres, mas outros são mais enfezados e quando vêem algo que os irrita saem correndo desabaladamente e podem ser atropelados.

Há vários potes de agua nas ruas perto de telefones e bancos nos calçadões. Muitos andam com roupinha (fico imaginando se chover se isso não seria pior para eles secarem). A maioria usa coleira. Me informaram que se algum protetor que costuma alimentar algum que fique próxio de sua casa chamar o veterinário público este vem e leva para castrar e tratar, sem custo para o morador. Ao que parece é a prefeitura que paga. Todos os parques e locais públicos permitem que os cães fiquem por ali.

A maioria é muito carente de atenção e agrado e seguem algumas pessoas que os agradam, como foi meu caso. tive que dar uma bronca para ele voltar pois seria perigoso que saísse daquele local onde já deveria ter quem cuidasse dele. Vi algumas casinhas em alguns lugares, mas não muitas, e não em número suficiente para todos. A maioria dorme nos gramados ou em alguma caixa de papelão que encontram, ou em algum cantinho abrigado. Aqui faz muito frio e agora estamos na época das chuvas (até agora spenas uma leve garoa em um dia apenas).

Não vi cães pequenos. A maioria é de porte grande e bem peludos. Médios existem poucos. Tem vendedores ambulantes só de roupinha para cães nas ruas. Não vi potes de comida. Parei para conversar com um senhor muito bem vestido e de terno que estava dando biscoitos de cães da Biscrock para um cão um dia à noite aqui perto do apart-hotel, mas ele não quis comer. A maioria é bem gordo. Tem alguns que são extremamente obesos. Muitos parecem ser de raça.

Os cães que vi passear com seus donos geralmente eram pequenos, alguns de raça e outros vira-lata. Alguém me disse que muitos desses cães são de pessoas que os perderam na época dos vários terremotos que o país teve ou cujos donos morreram nesses terremotos. (Dizem que ocorrem pequenos terremotos direto, mas fracos e sem danos. Eu até gostaria de saber como é um desses bem fraquinhos, mas não percebi nada até agora. Rssss).

Voltando aos cachorros, notei também que a maioria das pessoas nem percebem a sua presença. São totalmente ignorados pela aioria dos transeuntes. Quem cuida, são aqueles que por sua profissão ficam em pontos fixos da cidade, como donos de algum comércio etc. Os guardas e policiais militares são as pessoas que eu mais vi agradando os animais, mesmo quando eles estão de sentinela em algum ponto perto do palácio do governo. Vi vários fazendo carinho nos cães que chegavam perto deles. Muitos policiais também ficam nas esquinas com cães treinados. Há policiais (carabineros) por todo lado. A cidade é muito segura. Há alguns que andam à cavalo no centro da cidade sempre em duplas. Os cavalis são lindos.

Gato de rua não vi. Apenas uns 3 na cidade praiana de Valparaíso, mas estavam dentro de lojas. Numa quitanda havia uma gata com seus filhotinhos que se esconderam quando tentei fotografar.

Resumindo. Aqui a gente não sente pena dos cães de rua, pois parecem estar muito bem alimentados. Só da dó à noite quando os vemos se ajeitando para dormir nos cantinhos das calçadas e nos gramados dos parques em baixo de alguma árvore.


Uma coisa eu vou levar comigo dessa viagem: a admiração por esse povo que sabe cuidar dos animais. Aqui não se amontoam cães em canis públicos nem os matam como se faz nos centros de zoonose das grandes cidades brasileiras. Deu muita vergonha de ser brasileiro, e ver como esse povo é diferente, respeitoso, educado, e como trata bem seus animais.

Por Eduardo Chiaratti

Chico Xavier e o Homossexualismo

 
Chico Xavier e o Homossexualismo
 
 
“Não vejo pessoalmente qualquer motivo para criticas destrutivas e sarcasmos incompreensíveis para com nossos irmãos e irmãs portadores de tendências homossexuais, a nosso ver, claramente iguais às tendências heterossexuais que assinalam a maioria das criaturas humanas. Em minhas noções de dignidade do espírito, não consigo entender porque razão esse ou aquele preconceito social impediria certo numero de pessoas de trabalhar e de serem úteis à vida comunitária, unicamente pelo fato de haverem trazido do berço características psicológicas e fisiológicas diferentes da maioria. (…)
 
Nunca vi mães e pais, conscientes da elevada missão que a Divina Providencia lhes delega, desprezarem um filho porque haja nascido cego ou mutilado. Seria humana e justa nossa conduta em padrões de menosprezo e desconsideração, perante nossos irmãos que nascem com dificuldades psicológicas?”
 
(Publicada no Jornal Folha Espírita do mês de Março de 1984)
 
 
 
 
Pergunta: Como se explica o homossexualismo à luz da Doutrina Espírita?
 
 
Chico Xavier: “Temos tido alguns entendimentos com espíritos amigos, notadamente com Emmanuel a esse respeito. O homossexualismo, tanto quanto a bissexualidade ou bissexualismo, como assexualidade, são condições da alma humana. Não devem ser interpretados como fenômenos espantosos, como fenômenos atacáveis pelo ridículo da humanidade. Tanto quanto acontece com a maioria que desfruta de uma sexualidade dita normal, aqueles que são portadores de sentimentos de homossexualidade ou bissexualidade são dignos do nosso maior respeito e acreditamos que o comportamento sexual da humanidade sofrerá, no futuro, revisões muito grandes, porque nós vamos catalogar do ponto de vista da Ciência todos aqueles que podem cooperar na procriação e todos aqueles que estão numa condição de esterilidade. A criatura humana não é só chamada à fecundidade física, mas também à fecundidade espiritual. Quando geramos filhos, através da sexualidade dita normal, somos chamados… também à fecundidade espiritual, transmitindo aos nossos filhos os valores do espíritode que sejamos portadores.
 
Não nos referimos aqui aos problemas do desequilíbrio, nem aos problemas da chamada viciação nas relações humanas. Estamos nos referindo a condições da personalidade humana reencarnada, muitas vezes portadora de conflitos que dizem respeito seja à sua condição de alma em prova ou à sua condição de criatura em tarefa específica. De modo que o assunto merecerá muito estudo. Nós temos um problema em matéria de sexo na humanidade que precisaríamos considerar com bastante segurança e respeito recíproco. Vamos dizer: se as potências do homem na visão, na audição, nos recursos imensos do cérebro, nos recursos gustativos, nas mãos, na tactividade com que as mãos executam trabalhos manuais, nos pés, se todas essas potências foram dadas ao homem para a educação, para o rendimento no bem, isto é, potências consagradas ao bem e à luz, em nome de Deus, seria o sexo em suas várias manifestações sentenciado às trevas?”
 
(Entrevista concedia à extinta Rede Tupi de Televisão, São Paulo, ao programa “Pinga Fogo”, em 28 de julho de 1971)
 
 
 
 
 
***
 
 
 
 

20 fatos importantes que aqueles que amam cães jamais devem esquecer (Fonte: http://news-hound.org)

20 fatos importantes que aqueles que amam cães
jamais devem esquecer.

O último traz lágrimas…

Não fique chateado quando eu pular de alegria quando você entrar pela porta.
Eu só vivo por dez ou quinze anos. Você é que faz com que o tempo seja agradável. É difícil para mim quando você vai embora.

Dê-me tempo para entender o que você quer de mim.
Eu nem sempre acerto na primeira tentativa, mas eu prometo que eu estou tentando o máximo que eu posso.
Dê-me sua confiança.
Assim como eu confio em você, eu preciso que você confie em mim, também.
Não fique zangado comigo por muito tempo. E por favor não me tranque para me punir.
Você tem seus amigos e familiares para mantê-lo feliz e entretido. Eu só tenho você.
Leve-me para dentro quando o tempo estiver ruim.
O quintal não tem ar condicionado ou aquecedor. Você não tem que me deixar no sofá, mas uma pequena parte da cozinha é muito melhor do que dormir na neve.
Converse comigo.
É claro, nós não falamos a mesma língua, mas o som da sua voz ilumina meu dia todo.
Conforte-me quando eu estiver com medo.
Você sabe muito mais sobre barulhos altos, pessoas estranhas e lugares novos do que eu. Eu preciso saber que você vai me proteger deles. Eu sempre me sinto mais seguro quando eu estou com você.
Lembre-se que eu nunca vou esquecer como você me trata.
Ensine-me que os seres humanos são feitos de amor, e não dor. E nunca me deixa esquecer isso.
Saia comigo.
As imagens, sons e aromas da natureza são alguns dos meus maiores prazeres da vida. Eu não me importo se nós jogamos, saímos para uma caminhada, ou apenas nos sentamos juntos sob uma árvore — Eu quero que você experimente isso comigo.

Deixe-me fazer novos amigos.
Apresente-me a outros cães, gatos ou animais ainda maiores. Podemos até não nos darmos bem no final, mas ter mais alguns amigos que parecem e cheiram como eu, fazem minha vida muito mais brilhante.

Dê-me um mimo, de vez em quando.
Comida é um dos meus maiores prazeres na vida. Eu sei que você quer que eu seja saudável, então eu entendo quando você não compartilha suas próprias refeições comigo. Mas me dar um biscoito de cão quando eu fui bom ou misturar vegetais saborosos misturados com o meu jantar é garantia extra para fazer eu abanar o rabo com mais alegria.

Por favor, não me bata.
Eu tenho dentes que podem esmagar ossos. Em vez disso, eu o cubro de beijos desajeitados e molhados. Assim como eu escolho não machucá-lo, por favor, faça a escolha de não me machucar.
Entenda quando eu precisar ficar sozinho.
Eu te amo mais do que tudo, mas mesmo que seja raro, eu nem sempre quero brincar ou abraçar. Não fique triste se eu prefiro dormir no chão de ladrilho frio em vez de em sua cama nas noites quentes de verão, e seja compreensivo se eu não quero brincar tanto com o passar dos anos.
Mostre-me o seu mundo.
A casa e o quintal podem ser os únicos lugares que eu veja a menos que você deixe-me ir com você. Uma ida à loja de animais, o parque, ou mesmo que seja apenas um passeio de carro é emocionante para mim. Eu não posso esperar para ver o que você quer me mostrar.
Ensine-me coisas novas.
Aprender novos truques mantém minha mente ativa, mas acima de tudo, dá-me uma maneira de impressioná-lo. Adoro me exibir para seus amigos, olhando para você, e ver como você fica orgulhoso de mim.
Deixe-me ficar sujo de vez em quando.
Seu mundo acontece dentro de algum lugar, mas eu me sinto florescer quando estou do lado de fora. Às vezes eu encontro um monte de lama ou um lago que tem cheiro de todos os peixes que o habitam. Eu entendo se você não quiser limpar isso todos os dias, mas enquanto for seguro para mim, deixe-me voltar às minhas raízes selvagens de vez em quando.
Me faça carinho.
Nada me faz sentir mais amado do que quando você tira um tempo do seu dia para esfregar minhas orelhas ou coçar aquele ponto que coça nas minhas costas e que eu não consigo alcançar. Eu posso não entender suas palavras, mas eu definitivamente entendo os sentimentos por trás de um abraço.
Preste atenção se eu não estiver do meu jeito costumeiro. 
Pode até parecer que eu estou sendo preguiçoso ou teimoso, mas pode ser que eu não esteja me sentindo bem. Eu não sei obter ajuda para mim mesmo, e eu preciso que você cuide e olhe por mim.
Me ame quando eu estiver velho, tanto quanto você fez quando eu era jovem.
Pode ser até que não seja mais aquele filhote de cachorro bonito que eu era uma vez, mas eu ainda te amo tanto agora como sempre amei. Por favor, cuide de mim quando meu corpo não funcionar como antes.
Esteja comigo na minha viagem final.
Eu sei que vai ser difícil, mas eu preciso que você esteja do meu lado quando chegar a hora de eu deixar este mundo. Cada momento até o meu último suspiro é mais fácil se eu tiver você comigo.
Nota do autor: Criar esta lista me lembrou quanto amor cães tem para dar. Vamos nos certificar que saibamos retribuir esse amor já que o tempo deles é curto mas muito especial enquanto eles estiverem em nossas vidas.

Paciência (Autoria Desconhecida)

Paciência (Autoria Desconhecida)
No parque, uma mulher sentou-se ao lado de um homem. 
Ela disse:
Aquele ali é meu filho, o de suéter vermelho deslizando no escorregador..
– Um bonito garoto – respondeu o homem – e completou: – Aquela de vestido branco, pedalando a bicicleta, é minha filha.
Então, olhando o relógio, o homem chamou a sua filha.
– Melissa, o que você acha de irmos?
Mais cinco minutos, pai. Por favor. Só mais cinco minutos!
O homem concordou e Melissa continuou pedalando sua bicicleta, para alegria de seu coração
Os minutos se passaram, o pai levantou-se e novamente chamou sua filha:
– Hora de irmos, agora?
Mas, outra vez Melissa pediu:
– Mais cinco minutos, pai. Só mais cinco minutos!
O homem sorriu e disse:
– Está certo!
– O senhor é certamente um pai muito paciente – comentou a mulher ao seu lado.
O homem sorriu e disse:
– O irmão mais velho de Melissa foi morto no ano passado por um motorista bêbado,
quando montava sua bicicleta perto daqui.   Eu nunca passei muito tempo com meu filho e agora eu daria qualquer coisa por apenas mais cinco minutos com ele.
Eu me prometi não cometer o mesmo erro com Melissa.
Ela acha que tem mais cinco minutos para andar de bicicleta.
Na verdade, eu é que tenho mais cinco minutos para vê-la brincar…

*******

Em tudo na vida estabelecemos prioridades.
Quais são as suas?

(Autoria Desconhecida)