A Síndrome do Sapo Fervido

A Síndrome do Sapo Fervido

Os Sapos Fervidos estão por toda parte, mas estão principalmente nas empresas. Ainda hoje pessoas que são demitidas saem profundamente magoadas, isso por não terem recebido o valor que julgavam merecer.  
Senhores potenciais Sapos Fervidos acordem e se preparem para o jogo empresarial onde quase sempre os mais espertos é que sobrevivem. As melhores empresas devem prestigiar aqueles que entregam resultados e que melhor se adaptam às mudanças incessantes que não param de ocorrer.
Reproduzo texto abaixo da Síndrome do Sapo Fervido. A matéria completa está no LINK abaixo.
***
Vários estudos biológicos provam que um sapo colocado num recipiente, com a mesma água de sua lagoa, fica estático durante todo o tempo que aquecemos a água, até que ferva. 
O sapo não reage ao gradual aumento da temperatura (mudanças do ambiente) e morre quando a água ferve. lnchadinho e feliz. 
Por outro lado,  um sapo que seja jogado neste recipiente já com a água fervendo salta imediatamente para fora. Meio “cozido”, porém vivo! 
Muitas pessoas têm comportamento similar ao do SAPO FERVIDO. Não percebem as mudanças, acham que está tudo bem, que vai passar, que é só dar um tempo! E fazem um grande estrago, “morrendo” inchadinhos e felizes, sem terem percebido ou avaliado o resultado de suas ações (ou falta de). Outros,  graças  a  Deus, ao serem confrontados com as questões, pulam, saltam; em ações que representam, na metáfora, os trabalhos  necessários. 
Temos vários sapos fervidos por aí, prestes a morrer, porém boiando estáveis e impávidos na água que se  aquece a cada minuto. 
Sapos fervidos que não perceberam que o conceito de administrar significa cuidar de uma manutenção eficiente do lugar, em sí. Não há futuro se não administramos o presente. 
Assim, os sapos fervidos não percebem, que na administração, além de serem eficientes (fazer certo as coisas), precisam ser eficazes (fazer as coisas certas).
O desafio ainda maior está na humildade de atuar de forma coletiva. Tomar decisões coletivas exige, fundamentalmente, muita competência interpessoal para o desenvolvimento e o espírito de equipe. Exige saber partilhar o poder, delegar, acreditar no potencial das pessoas e saber ouvir até os Sapos Fervidos, que ainda acreditam que o fundamental é conservar o emprego a qualquer custo, independente da competência e do compromisso com a Comunidade.

Fonte: http://blogdoprofessorari.blogspot.com.br/2008/11/os-sapos-fervidos-esto-por-toda-parte.html

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s