Mágoas e Rancores – XIII (Sergito de Souza Cavalcanti)

Mágoas e Rancores – XIII (Sergito de Souza Cavalcanti)

Procure esquecer aqueles que lhe prejudicaram, orando por eles.
Guardar mágoa e rancor em nossos corações é solver veneno lento, que mais cedo ou mais tarde nos destruirá.
Todos nós estamos sujeitos a calúnia, maldade e a incompreensão das pessoas que nos rodeiam.
Se está sofrendo por algum mal que lhe fizeram, procure sinceramente perdoar seu ofensor, retirando o quanto antes toda mágoa de seu coração.
Procure não revidar ataques e ofensas.
Estamos todos envolvidos por um processo evolucional e nesse decurso evolutivo, passamos por fases de egoísmo e orgulho a fim de atingirmos mais tarde, as grandes virtudes da alma.
Não se deixe envenenar por pensamentos de ódio e rancor. Quando tais pensamentos negativos surgem de nós mesmos formam uma atmosfera pesada, enfermiça, que sempre nos atinge em primeiro lugar.
A chave para nosso equilíbrio está no perdão incondicional, pois ele abre o coração para a compreensão e a tolerância, fatores fundamentais para a saúde física e mental.
O homem que ama sabe perdoar e sempre está pronto a compreender seu ofensor, e por isso raramente se enferma.
O perdão é o grande antídoto para muitos dos desequilíbrios de nossas almas.
Nossos desafetos estão na maioria das vezes mostrando nossos erros, possibilitando assim nossa evolução.
Guarde seu coração de todo e qualquer sentimento menos digno, na certeza de que se assim o fizer, estará preservando sua paz interna.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s